Outback premia Melhor Equipe Empreendedora de 2017

Os alunos do segundo ano da Faetec Adolpho Bloch celebraram um ano de muitas conquistas no tradicional almoço oferecido pelo Outback à melhor equipe empreendedora do Programa Miniempresa. A premiação é um reconhecimento ao trabalho dos alunos a frente da empresa criada por eles, a Line Up. O almoço deste ano teve um clima especial com a comemoração de outra conquista: o convite da JA America para representar o Brasil no COY – Company of the Year 2017.

O almoço do Outback já é uma tradição no Miniempresa, e marca uma parceria de longa data entre a Associação Junior Achievement e a famosa rede de restaurantes. Desde a fundação da JA no Rio de Janeiro, em 1999, o Outaback ajuda a levar a metodologia da Junior Achievement para as escolas do Rio de Janeiro.

Uma das primeiras apoiadoras da Associação foi a então executiva do Outback, Maria Luisa Rodenbeck, falecida em 2007. O prêmio equipe empreendedora leva o nome da empresária – um reconhecimento pela sua dedicação à educação empreendedora. “Nós temos muita sinergia com o propósito da JA e suas origens com a Maria Luisa é um grande exemplo disso. Somos uma marca que pensa no longo prazo e investir na JA RJ é um retorno certeiro quando vemos os jovens que ali estão sendo formados. A Junior Achievement desenvolve gente boa e é uma honra poder apoiar”, disse Rodrigo Moreno, sócio do Outback e conselheiro da JA RJ.

O Programa Miniempresa é realizado anualmente desde 2000 em escolas públicas e privadas do Rio de Janeiro, estimulando jovens a desenvolverem seu próprio negócio. A edição 2017 teve a participação de 462 jovens de 17 escolas do Rio de Janeiro. Um ano de muitas aprendizagens para os jovens, como mostram os depoimentos abaixo:

“O Miniempresa me ensinou que o trabalho em equipe é possível e que quando trabalhamos juntos alcançamos melhores resultados. Minha turma não é mais a mesma depois do programa.”- Eduardo Nogueira, 17 anos.

“Foi uma experiência muito bacana e me ensinou o quão importante é o propósito de um grupo. Aprendi a gerenciar conflitos, gerir pessoas e pude trabalhar melhor minha timidez. Antes do Miniempresa eu pensava em fazer direito na faculdade, só que não sabia muito bem a área de atuação. Hoje penso em fazer direito corporativo por conta do programa.” – Raphael Gandra, 18 anos.

“Apesar dos percalços que tivemos, conseguimos nos superar e conquistar diversos prêmios. Inclusive me chamaram para uma entrevista de jovem aprendiz por causa da experiência com a Miniempresa, que só fez com que eu me empolgasse ainda mais em seguir a área de administração de empresas.” – Thaynara de Oliveira, 18 anos.

A Junior Achievement foi fundada em 1983, a rede da organização já atendeu mais de 4 milhões de estudantes em 26 estados brasileiros e no Distrito Federal. Veja mais em facebook.com/juniorachievementrj.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *