Quase 3 mil alunos de escolas públicas do Rio de Janeiro recebem aulas de empreendedorismo através da Trilha Empreendedora

O projeto aplicado pela ONG Junior Achievement fomenta o desenvolvimento profissional dos jovens com o método “aprender fazendo”, por meio da parceria entre os setores público, privado e terceiro setor

Em 2019, a Trilha Empreendedora levou 8 programas de empreendedorismo, preparação para o mundo do trabalho e educação financeira a estudantes de 24 escolas do Ensino Médio Inovador, em 10 municípios do estado do Rio, contribuindo para uma formação mais competente e engajada dos jovens. Este é um projeto da ONG Junior Achievement (JA), em parceria com a Secretaria de Estado de Educação (SEEDUC), e dezoito empresas do setor de óleo e gás associadas ao Instituto Brasileiro de Petróleo e Gás (IBP), como a Baker Hughes, Petrobras, Subsea7, Shell, Ipiranga, Repsol Sinopec, dentre outras. A Trilha consiste na aplicação de uma sequência de programas da JA que proporciona aos alunos a oportunidade de desenvolver habilidades e competências fundamentais para encarar os desafios da atualidade e de um mercado de trabalho em constante mudança.

Ao longo do processo, os estudantes debatem sobre a importância de permanecer na escola; entendem temas complexos como gestão financeira e gestão de projetos; aprendem a identificar e desenvolver habilidades valorizadas pelo mercado de trabalho e ainda acompanham a rotina de um profissional, por um dia, nas empresas que apoiaram o projeto. Toda a Trilha é desenvolvida por professores da rede estadual de ensino e por voluntários das empresas parceiras através de atividades práticas que estimulam o protagonismo e o autoconhecimento dos jovens.
“A Trilha Empreendedora me ensinou a entender como me comportar, me ajudou a enxergar o que há de melhor em mim, pensar sobre as oportunidades para o meu futuro e traçar os meus objetivos. Eu aprendi que temos que viver o hoje, mas pensando no amanhã.” Declarou Lucas Noronha, aluno do Colégio Estadual Professor Antônio Maria Teixeira Filho, em tom de agradecimento aos responsáveis e apoiadores do projeto.

Em sua terceira edição, a Trilha impactou diretamente 2.785 estudantes. Mas, além de contribuir para o desenvolvimento dos jovens, o projeto agrega também para a formação continuada dos professores e voluntários que ao se conectarem com os temas abordados têm a oportunidade de atualizar seus conhecimentos e desenvolvendo, assim, novas habilidades. Para 2020 a expectativa é aumentar os números de impactos e das escolas participantes.

“É uma grande alegria para nós da Baker Hughes possibilitar a conexão entre estudantes do ensino médio e o mercado de trabalho. Os jovens tiveram a oportunidade de ver de perto o dia a dia de equipes que atuam em áreas relacionadas a aptidão de cada um”. Contou Daniel Rachman, CFO da Baker Hughes Brasil, sobre a experiência de receber na Baker Hughes os jovens do CIEP 199 Charles Chaplin, localizado em Caxias, na Baixada Fluminense. “O valor dessa iniciativa está, justamente, em promover um conhecimento prático para esses jovens, que estão em uma fase muito importante de formação de suas escolhas para a vida profissional.” Concluiu Daniel.

Durante a Trilha Empreendedora os jovens participam de programas como: As Vantagens de Permanecer na Escola; Economia Pessoal; Empresa em Ação; Vamos Falar de Ética; Conectado com o Amanhã; Habilidades para o Sucesso; Empresário Sombra; Meu Dinheiro, Meu Negócio; e Gestão de Projetos. Todos esses programas fazem parte da disciplina “Estudos Orientados” na grade das escolas e são metodologicamente adaptados ao currículo escolar de cada uma das séries do ensino médio. Conheça mais sobre a Trilha Empreendedora.

Fotos em sala de aula:

Sobre a Junior Achievement

A JA inspira e prepara jovens para o mundo dos negócios através da educação financeira e empreendedorismo, que são ensinados através da aplicação de programas que utilizam o método “aprender fazendo”, em parceria com as escolas, empresas privadas e voluntários. A instituição está presente em 120 países no mundo e em todos os estados brasileiros, somando 340 mil jovens impactados este ano, apenas no Brasil, sendo mais de 25 mil no Rio de Janeiro.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *