IBM Startup Challenge proporcionou aprendizado sobre novas tecnologias para milhares de alunos na América Latina

O projeto levou imersão em criatividade e inovação para oitos países

A parceria entre a IBM e a ONG Junior Achievement teve foco total no tema “bulliyng nas escolas” e instigou os jovens a desenvolverem projetos que solucionem esse problema por meio do uso de ferramentas tecnológicas, como Design Thinking, Metodologia Ágil, Storytelling, Canvas e IBM Cloud. Além disso, foram desenvolvidas soft skills importantes para o mercado de trabalho para proporcionar novos conhecimentos e habilidades que contribuam para os currículos dos alunos ao final do desafio.

No Brasil, a primeira etapa do projeto contou com a participação de mil alunos e, após as fases eliminatórias, apenas 50 jovens chegaram à final. A última etapa contemplou as equipes participantes com capacitação para a finalização do projeto que desenvolveram ao longo das jornadas. Ao todo foram beneficiados 4.600 estudantes de escolas públicas em nove países da América Latina: Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, México, Peru e Uruguai.

“Essa é uma oportunidade de exercitar a empatia, pois o voluntário se coloca na realidade desses alunos e precisa fazer com que eles consigam entregar o que estão desenvolvendo, por mais complexo que seja”, contou Juliana Nobre, líder de Responsabilidade Social Corporativa da IBM no Brasil. Ela coordenou todo o projeto no Brasil e explicou os ganhos que a IBM tem com o desenvolvimento dos colaboradores quando praticam voluntariado.

 

Aos 18 anos, a aluna de biotecnologia do Instituto Federal do Rio de Janeiro (IFRJ), Clara Marrucho, comentou sobre os aprendizados que o desafio lhe proporcionou. “Aprender todas essas metodologias foi muito importante para mim porque eu quero trabalhar com biomedicina, desenvolvendo pesquisas pessoais. Acredito que, no futuro, esses conhecimentos me ajudarão a alcançar meus objetivos e a estruturar melhor o planejamento dos meus projetos”, afirma Clara. Em tom de agradecimento à IBM pela oportunidade, Clara relatou sobre a visão amadurecida que tem sobre um profissional após a imersão nas atividades em grupo: “eu percebi que os conhecimentos técnicos da minha área são importantes, mas não são suficientes para que eu seja uma profissional de sucesso. É preciso saber lidar com as pessoas, trabalhar bem em equipe, ter capacidade resolutiva e conhecer sobre outras áreas também”, completa.

Sobre a Junior Achievement:

A Junior Achievement é a maior e mais antiga organização de educação prática em negócios, economia e empreendedorismo jovem do mundo. Fundada em 1919, nos EUA, tem como objetivo despertar o espírito empreendedor nos jovens em idade escolar. Está presente em 120 países e em todos os estados do Brasil. Com apoio de uma rede de voluntários, a sede carioca já impactou mais de 300 mil estudantes nos últimos anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *