Heróis da educação

Professores enfrentam obstáculos para manter o ensino de qualidade em dia  

Diante de uma pandemia que trouxe vastas mudanças, fazendo com que o universo digital ganhe relevância frente a todo o restante, professores observam que as limitações do novo modelo de ensino podem agravar a desigualdade educacional. Por isso, os educadores vêm buscando formas inovadoras para manter a qualidade na entrega dos conteúdos para os jovens, no entanto, os desafios enfrentados por esses profissionais são grandes, tais como: falta de capacitação para o uso de ferramentas online, acesso limitado à internet e aparelhos eletrônicos, falta de engajamento dos alunos. Além de enfrentar a timidez de estar em frente a câmera, a criatividade dos professores nunca precisou de tanta atuação como neste momento, principalmente para fazer com que os alunos entendam os conteúdos com clareza e tenham um canal aberto para sanar dúvidas.    

O momento é de aprendizados para todos: alunos e professores estão ressignificando os atos de aprender e de educar. Desenvolver habilidades nunca foi tão necessário quanto neste momento e a educação é uma das áreas que mais se observa esse fator, com a implementação imediata do modelo digital e atualização sobre os acontecimentos do setor educacional. Esses fatores fazem com que a jornada de trabalho esteja muito além das aulas, pois há uma dedicação integral para que esteja tudo preparado durante o encontro online. Além das aulas online, ainda tem todo o trabalho burocrático de montar a aula, a prova, corrigir as atividades, lançar notas etc. O volume de trabalho aumentou, não há mais hora e dia certo para trabalhar. Explica o professor de Literatura, Redação e Língua Portuguesa da rede pública de ensino, Bruno Santoro. 

Santoro ainda destaca como está sendo complicado processo de adequação dos professores ao novo método de ensino remoto. Segundo ele, professores enfrentam a falta de acessibilidade digitalde acesso a ferramentas de tecnologia. A fim de contribuir para o desenvolvimento coletivo, há uma rede, criada pelos próprios educadores, de compartilhamento de conteúdos e dicas que ajudam esses profissionais a prepararem melhor suas aulas. O foco é fazer com que os jovens não deixem de receber uma boa educação, mas as adversidades ainda são preocupantes. “Esse modelo de ensino não é justo, pois os alunos não possuem os recursos necessários para aprender apenas online, eles não foram ensinados a estudar com autonomia. Com isso, mais uma vez a educação sofre uma depreciação. Nós, professores, estamos produzindo em modo fordismo, em repetição, muitas vezes sem saber o queapenas para cumprir o calendário. Fomos transformados em youtubers do dia para a noite, e caso não tenhamos as ferramentas adequadas para produzir nosso conteúdo, ficamos reféns do uso de vídeos de outras pessoas da internet. Perdemos totalmente nossa autonomia. Analisando todo o cenário atual, Bruno Santoro acredita que a educação não será a mesma após a crise, com o aumento da desigualdade social, da dificuldade de acesso à universidade e ao conhecimento.  

A ONG de educação empreendedora para jovens e crianças, Junior Achievement, vem acompanhando de perto os obstáculos e contratempos presentes no dia a dia dos educadores, principalmente da rede pública de ensino. Por isso, se juntou a outras ONGs de educação para desenvolver um plano de capacitação para professores em ferramentas on-line, no projeto Educação +Digital. “Este é um momento de apoiar e reconhecer o trabalho dos profissionais da educação, que estão entregando um trabalho de qualidade mesmo com todas as dificuldades.” Expressa Graziella Castilho, presidente da Junior Achievement Rio de Janeiro.

A Junior Achievement tem os professores como parceiros, visto que muitas vezes atuam como voluntários nas salas de aula aplicando os projetos educacionais da ONG. Estes parceiros, principalmente da rede pública de ensino, contam que muitas vezes não sabem como agir diante da situação atual, além de não receberem os recursos necessários para continuar com as aulas remotas.   

“Os educadores do nosso país precisam do nosso apoio para continuar formando bons profissionais” conclui Graziella.  

Sobre a Junior Achievement 

A Junior Achievement é a maior e mais antiga ONG de educação empreendedora para crianças e jovens do mundo, abordando prática em negócios, economia e empreendedorismo. Fundada em 1919, está presente em 120 países e em todos os estados do Brasil. Com apoio de uma rede de voluntários, a sede carioca já impactou mais de 300 mil estudantes nos últimos anos.

Print Friendly, PDF & Email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *