Desafio Tack Rio: Jovens de Santíssimo vão para Harvard e MIT

Alunos da ETERJ de Santíssimo garantem o prêmio do Desafio Tack Rio, uma viagem para a Brazil Conference 2019, em Harvard e uma visita ao MIT, ao criarem um aplicativo que pretende dar maior visibilidade a arte e cultura nas comunidades cariocas

A primeira edição do Tack Festival que aconteceu neste sábado dia 24, movimentou o Parque Lage com uma mistura de inovação, tecnologia e transformação através da cultura. Os jovens André Luiz, Lucas Coelho, Vinícius Maitan, Eduardo Guerson e Pedro Augusto; alunos da ETERJ, em Santíssimo, foram os grandes campeões do Desafio Tack Rio, que teve sua final durante o festival. Os meninos desenvolveram e apresentaram o projeto QrCulture, um aplicativo que pretende identificar o artista e a história por trás dos grafites espalhados pela cidade, a ideia do projeto é trazer maior visibilidade aos artistas e valorizar as expressões artísticas vindas das comunidades cariocas. “Foi uma experiência única, agora o objetivo é desenvolver o aplicativo para que possa ser utilizado o quanto antes” André Luiz, idealizador do QrCulture.

Equipe QR Culture, de Santíssimo, recebendo a premiação no Tack Festival 2018 ao lado dos jurados e mentores.

O Desafio Tack Rio é baseado na metodologia do programa Innovation Camp, da ONG Junior Achievement – maior organização de empreendedorismo jovem do mundo. No programa, alunos do ensino médio trabalham em grupos para resolver um problema comum utilizando ferramentas de design thinking, sempre com apoio de voluntários. Ao todo, 300 alunos de 10 escolas do Rio de Janeiro participaram do desafio e desenvolveram soluções para estimular a diversidade cultural nas comunidades cariocas.

A ETERJ de Santíssimo levou o grande prêmio da Final – uma viagem para a Brazil Conference 2019, na Universidade de Harvard e para o Massachusetts Institute of Technology (MIT) nos Estados Unidos, em abril de 2019. Os alunos também foram premiados por outras empresas apoiadoras do festival, como a Equinix, que doou dez mil reais para desenvolver a versão inicial do aplicativo, e a +MIND!, que fará a mentoria para ajudar a transformar a iniciativa em uma Startup. Além disso, eles já estão se articulando com as comunidades do entorno para validar suas ideias na prática.

“Os cenários, as tendências e os desafios de nossa região são inúmeros. Mas esses meninos mostraram que é possível driblar e apresentar boas soluções, a fim de contribuir para uma maior visibilidade dos aspectos socioculturais das comunidades cariocas.” Michel Mesquita, Coordenador da ETERJ.

Sobre a Junior Achievement:

A JA é a maior e mais antiga organização de educação prática em negócios, economia e empreendedorismo jovem do mundo. Fundada em 1919, nos EUA, tem como objetivo despertar o espírito empreendedor nos jovens em idade escolar. Está presente em 118 países e em todos os estados do Brasil. Com apoio de uma rede de voluntários, a sede carioca já impactou mais de 270 mil estudantes nos últimos anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *