Alunas da FAETEC Adolpho Bloch participam do Company of the Year

Quando Barbara, Yasmin e Maria Luiza desembarcaram em São Paulo no último dia 27 de novembro, não podiam imaginar o que viria pela frente. Escolhidas para representar sua Miniempresa no COY – Company of the Year – evento anual organizado pela JA Américas  – as alunas do segundo ano do ensino médio da FAETEC Adolpho Bloch vivenciaram 4 dias intensos. Além de interagir com alunos de 15 países das Américas, elas também expuseram o produto em uma Feira no Shopping Eldorado, realizaram pitches e entrevistas em inglês e participaram de oficinas e palestras sobre empreendedorismo.

O nível da competição era altíssimo. “Nos dois primeiros dias, descobrimos que a maioria das equipes faziam isso há anos. O Miniempresa e a preparação para o COY é totalmente diferente para eles. O clima de competição era bem pesado e a rotina intensa”, disse Bárbara Soares, da área de marketing e vendas da Line Up.

A Miniempresa vencedora do ano foi a Kóleken, da Argentina, que conseguiu um lucro de 1.617% com um dispenser de água feito de material reciclável, com capacidade de até três litros. O resultado financeiro contou pontos, mas o que garantiu a vitória foi o trabalho voltado para a conscientização do uso da água, educando crianças e doando 1.500 litros de água potável para aqueles que não têm acesso.

“O nível dos alunos era muito alto. Eles estavam muito bem preparados e tinham uma preocupação com a sustentabilidade presente nos produtos e no conceito das Miniempresas”, diz Bety Tichauer, Diretora Superintendente da Junior Achievement Brasil.

Para as representantes da Line Up, a experiência foi inesquecível. “Estar com pessoas de tantos lugares, culturas e línguas diferentes faz com que tiremos de cada um, um pouquinho do seu estilo de vida,  ensinamentos e voltemos também diferentes para casa. E ver tantos jovens que, como eu, são apaixonados pelo que fazem e defendem suas ideias mostra o quanto o Programa Miniempresa realmente impacta quem participa independente de onde é aplicado”, declarou Maria Luiza.

Para Yasmin, a sensação é de mais uma conquista. “A Line Up não foi a vencedora, mas eu me sinto vencedora de alguma forma”.  As jovens voltaram para casa com mais experiência e uma visão ampliada sobre empreendedorismo, conforme relato do professor Francisco Neto. “A experiência, com certeza, foi muito rica e repleta de relacionamentos. Hoje, elas se sentem mais confiantes e preparadas por conta dos desafios que lá foram enfrentados”.

Como uma das maiores organizações sociais voltadas para jovens no mundo, a Junior Achievement estimula e desenvolve esses estudantes para o mercado de trabalho, sempre com o espírito de mão na massa. Desde a sua fundação no Brasil, em 1983, a rede da organização já atendeu mais de 4 milhões de estudantes em 26 estados brasileiros e no Distrito Federal. No Rio de Janeiro, mais de 260 mil jovens foram impactados com o apoio de mais de 11 mil voluntários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *